Bem-vindo ao meu blog

Desejo que todos sejam ricamente edificados quando por aqui passarem.

quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

Como Estudar e Interpretar a Bíblia

SOMENTE A GRAMÁTICA NÃO RESOLVE!

"Depois de terem comido, perguntou Jesus a Simão Pedro: Simão, filho de João, amas-me mais do que a ESTES?" (Jo 21.15).


É natural que todo principiante no estudo das línguas originais da Bíblia, especialmente do grego neotestamentário, pense que conhecendo as regras gramáticas que regem esse idioma, irá resolver todos os problemas de exegese e de interpretação do texto bíblico. Isso simplesmente não vai acontecer! E por que não? Porque nem sempre o entendimento de determinado texto depende exclusivamente de regras gramaticais.
Isso fica claro no texto citado acima. A pergunta é: A quem Jesus estaria se referindo quando usou o vocábulo ESTES? "Estes peixes" que haviam acabado de pescar? ou "Estes discípulos", companheiros de Pedro?

Muitos se arriscam e dizem logo: ESTES DISCÍPULOS"; Outros no, entanto, dizem que é ESTES PEIXES! Como resolver a questão? É aí que começa o dilema do estudante dos originais da Bíblia.

Consultando o texto grego, ele descobre que no original a palavra ESTES é a tradução do vocábulo grego TOÚTWN. Ora TOUTWN é um pronome demonstrativo. Se a terminação do pronome estiver no gênero masculino, então a referência será a ESTES DISCÍPULOS, mas se estive no gênero neutro, então a referência será a ESTES PEIXES. Fácil? Nem tanto! O problema é que as terminações dos gêneros masculinos e neutro são idênticas no grego bíblico. Então gramaticalmente a referência pode ser tanto aos discípulos como aos peixes!

Quem resolverá então a questão? Roberto Rana em sua obra AYUDA GRAMATICAL PARA EL ESTUDIO DEL NUEVO TESTAMENTO GRIEGO (Ajuda Gramatical para o Estudo do Novo Testamento Grego), diz que o juiz de toda questão interpretativa é o contexto. Então somente analisando o contexto para saber se Jesus estava se referindo a ESTES DISCÍPULOS ou a ESTES PEIXES!


Bem, eu particularmente acho que é a ESTES PEIXES! E você, o que que acha?