Bem-vindo ao meu blog

Desejo que todos sejam ricamente edificados quando por aqui passarem.

quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

A Queda de Lúcifer - como estudar e interpretar a Bíblia

..MAS A GRAMÁTICA PODE AJUDAR!

"Eu vi Satanás caindo do céu como um relâmpago" (ARC - Lc 10.18).

Escrevi recentemente que nem todo problema de interpretação do Novo Testamento se resolve com base no conhecimento da gramática grega. Há muitas coisa que estão além das regras gramaticais. Deu muito o que falar! Todavia quero aqui mostrar o outro lado da questão: SOMENTE A GRAMÁTICA GREGA NÃO RESOLVE, MAS AJUDA BASTANTE! A propósito, muitos interpretações mirabolantes da Bíblia seriam evitadas se seus inventores conhecessem a gramática das línguas originais da Bíblia. Vejamos um exemplo prático.

Já vi muita gente pregar baseado no texto acima e usá-lo como texto prova da queda cósmica de Lúcifer sobre a terra. Em outras palavras, esses pregadores entendem que a queda de Satanás aludida aqui é a mesma à qual Isaías e Ezequiel fazem referência (Is 14.12; Ez 28.13-17). Assim ensina, por exemplo, a Bíblia do Expositor de Jimmy Swaggart.
Mas o fato é que esse texto não está fazendo alusão à queda cósmica de Lúcifer, mas ao exorcismo praticado pelos discípulos de Jesus (Lc 10.17). E como sabemos disso? Por que o tempo verbal grego usado aqui é o imperfeito, que significa uma ação contínua no passado! Então o correto é eu VIA (imperfeito) e não eu VI (perfeito). 

As traduções antigas como, por exemplo, a Almeida Corrigida, davam margem para a interpretação da queda cósmica de Lúcifer quando traduziam EU VI SATANÁS CAINDO DO CÉU. A versão Almeida Atualizada corrigiu esse equívoco e pôs "VIA" em lugar de "VI" (As versões mais modernas Almeida Revista e Corrigida também já trazem VIA em lugar de VI).

Pois bem, vamos explicar melhor essa questão. Na verdade uma paráfrase desse texto ajuda melhor: "EU VIA SATANÁS CAINDO DO CÉU REPETIDAMENTE TODA VEZ QUE VOCÊS EXPULSAVAM OS DEMÔNIOS".

Melhorou? Calma, a CHAVE LINGUÍSTICA DO NOVO TESTAMENTO GREGO lança mais luz sobre o assunto que ajudará no seu entendimento:

"O imperfeito indica aquilo que era constantemente repetido. Cada Expulsão de demônios importava numa queda de Satanás" (pg. 126).


Então quando pregar sobre a queda de Satanás, diga que ele de fato caiu do céu, mas não use esse texto como prova. Diga que esse texto mostra que toda vez que um demônio é expulso e uma vida é liberta, então Lúcifer caiu junto com seus demônios!